Aquaristas

Olá Convidado seja bem vindo ao Fórum Aquaristas,

Para você poder ter acesso a todo conteúdo é necessário que faça login.
Se ainda não tem cadastro se registra-se.

O cadastro é gratuito e leva no máximo um minuto para ser preenchido.


Problemas com algas?

Compartilhe
avatar
Aquaristas
Administrador
Administrador

Mensagens : 118
Data de inscrição : 05/06/2014
Localização : São Paulo, Brasil

Problemas com algas?

Mensagem por Aquaristas em Dom Jul 20, 2014 8:56 pm


São recorrentes problemas com excesso de algas nos aquários de água doce, devido a itens como:

 Seta detritos provocados por excesso na alimentação
 Seta dejetos orgânicos produzidos por uma população de peixes acima da capacidade do aquário  
 Seta elevados ou baixos índices de fosfato, silicato e/ou nitrato na água de uso para o aquário ou proveniente do substrato utilizado (podem ser feitos testes para verificação)
 Seta baixo nível de kH (Dureza de Carbonatos) e gH (Dureza Geral ou Total)
 Seta desequilíbrio químico geral
 Seta iluminação por tempo ou em quantidade excessiva
 Seta Esses elementos juntos ou separadamente, associados a mais que 12 horas de iluminação, é que acabam causando um crescimento exagerado de algas nos vidros, plantas, corais ou até mesmo na própria água do aquário (água verde).

Para os aquários de água doce com peixe e com ou sem plantas, o ideal é fazer trocas parciais mais frequentes utilizando um condicionante de água (TETRA AquaSafe ou SEACHEM Prime), limpar semanalmente os elementos filtrantes, colocar animais algueiros (como: molinésias balão, limpa vidros, comedores de alga "Algae Eater", caramujos Ampularia e camarões) e até utilizar alguma resina removedora de fosfato e de silicato se for o caso, como o PhosGuard.

É muito importante verificar a origem da água a ser utilizada no aquário, ou seja, de preferência utilize água filtrada, pois assim já retém muitos poluentes.

Os problemas com algas podem ser ainda piores em um aquário bem plantado ou de rochas vivas com corais se utilizamos água de torneira imprópria, não controlamos a reserva alcalina (Alk, num marinho) ou a Dureza de Carbonatos (kH, em água doce) e nem a Dureza Total (gH, em água doce). Nesses modelos de aquário a iluminação é muito forte e qualquer nutriente em desequilíbrio pode provocar um súbito crescimento de algas. O melhor a fazer é sempre utilizar água filtrada de um filtro Deionizador ou de Osmose Reversa. Esses filtros purificam quase 100% da água de torneira, retirando dela qualquer traço de poluente. Se acontecer um surto de algas, deve-se fazer o mesmo procedimento citado no parágrafo anterior, cuidando em utilizar água previamente filtrada, diminuir o fotoperíodo das lâmpadas e usar um tamponador e repositor de sais minerais.

A circulação de água deficiente num aquário marinho (baixo ORP) ou exagerada num aquário com plantas vivas (causando redução do CO2), também pode causar algas, procure verificar suas necessidades específicas.

Quando o problema é a água do aquário verde, podemos utilizar clarificantes específicos (Green Water Remover para aquários de água doce ou o Green-Ease para lagos). Mas a solução mais definitiva são os filtros ultravioletas (Tetra, AA Aquarium ou Atman), muito utilizado para lagos e também para esterilizar a água do aquário, evitando assim doenças provocadas por parasitas ou protozoários.

O filtro ultravioleta funciona matando as algas verdes que estão em suspensão (água verde) e também acaba esterilizando a água do aquário de água doce ou salgada ou lago, diminuindo bastante a infestação por parasitas nos peixes. Veja aqui um guia completo sobre esse importante filtro auxiliar.

Para acabar com as resistentes e imbatíveis algas "petecas" nos plantados, além das dicas descritas acima, você também pode utilizar um medicamento próprio para aquários, o Algae Destroyer Advance (exceto com invertebrados como caramujos e camarões), é muito eficiente. Ou então sendo um aquário densamente plantado o mais eficaz é o Flourish Excel, que melhora a absorção dos nutrientes pelas plantas diminuindo assim o alimento para as algas.

E para o caso de cianofícias (azuis ou verdes como uma pele em água doce), que são são bactérias fotossintetizante, temos o Blue-Green Algae Remover ou o Red Slime Remover (cor de vinho em água salgada), que são um excelente tratamento contra elas.

Uma resina diferente que temos utilizado de forma indireta para prevenir o problema com algas, doenças e até desequilíbrio do pH, KH e GH é o Purigen, que acaba sendo um "skimmer químico", pois retira da água dejetos orgânicos e ainda por cima é reciclável, sem retirar nutrientes e CO2, como o carvão ativado.

Também temos produtos biológicos que ajudam a prevenir e até solucionar problemas com algas, pois concorrem com as algas, confira o Microbe-Lift Special Blend, que reduz o "lodo" em todo o aquário.

Às vezes, um período (2 a 3 dias) com escuridão total mata boa parte das algas (ou pelo menos quebrar o foto período, por exemplo: 4h de luz + 2h sem luz + 4h de luz, ao longo de um dia), sem afetar as plantas. Pode ser um tratamento de choque. Já vimos alguns clientes que fizeram esse procedimento e conseguiram reduzir bem a proliferação das algas. Experimente.



Lembre-se, as algas jamais serão ou deverão ser eliminadas por completo do aquário, mesmo porque fazem parte do equilíbrio biológico necessário a um aquário bem estabilizado. O que não pode acontecer é um crescimento desordenado.




Fonte: Aquabetta

    Data/hora atual: Qui Nov 22, 2018 5:17 am